Otorrino SC | Cirurgias de Ouvido, Nariz e Garganta
351
page-template-default,page,page-id-351,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Cirurgias de Ouvido, Nariz e Garganta

Destaques do Currículo

Endoscopic Ear Surgery – Dissection Course,  Boston, USA

Realizou treinamento em Videocirurgia endoscópica de ouvido em Harvard nos Estados Unidos em 2016.

Visiting Physicians Program, Los Angeles, USA

Realizou estágio de Otologia e Cirurgia de Base de Crânio no House Ear Institute nos Estados Unidos em 2008.

Stage in Otologic and Neurootologic Surgery, Marseille, France

Realizou estágio de Otologia e Cirurgia Neuro-otológica no Hôpital Nord na França em 2007.

Sesiones Médico-Quirúrgicas en Otorrinolaringologia, Barcelona, Espanha
Realizou estágio de Otorrinolaringologia no Hospital Vall d’Hebron na Espanha em 2007.

  • Frequentou o Curso Avançado de Cirurgia Otológica e Base Lateral de Crânio em S. Paulo em 2005.
  • Frequentou o I Curso Multicêntrico de Implante Coclear em S.Paulo em 2005.

Frequentou a 13ª Conferência Internacional de Implante Coclear e Outras Tecnologias Auditivas Implantáveis em Munique, Alemanha, em 2014

Frequentou a 12ª Conferência Internacional de Implante Coclear e Outras Tecnologias Auditivas Implantáveis em Baltimore, Estados Unidos, em 2012

Frequentou o 10º Simpósio Europeu de Implante Coclear Pediátrico em Atenas, Grécia, em 2011

Quando necessário realizo as principais cirurgias de ouvido, nariz e garganta utilizando as técnicas mais seguras, modernas e com comprovação científica de eficácia no Hospital Baía Sul que conta com centro cirúrgico bem aparelhado, setor de internação, serviço de exames de imagem e laboratoriais e UTI. 

Estapedotomia

Cirurgia para correção de perda de audição que ocorre pela doença chamada otosclerose, através da colocação de uma prótese que substituirá um dos ossículos do ouvido.

Implante Coclear

O Implante coclear (Ouvido Biônico) é um aparelho eletrônico utilizado para recuperar a audição. Ler Mais…

Mastoidectomia

Cirurgia realizada no osso onde se localiza o ouvido. Mais utilizada em infecções crônicas do ouvido e colesteatoma

Polipectomia nasal

Cirurgia para remoção de pólipos nasais utilizando vídeo (câmera) através das narinas, sem cortes externos

Próteses auditivas implantáveis

São aparelhos auditivos implantados cirurgicamente no ouvido ou na mastóide (região posterior da orelha) utilizados para pacientes com perda auditiva que não podem utilizar ou não se beneficiam com os aparelhos auditivos tradicionais e que não tenham indicação de implante coclear. Ler Mais…

Ressecçao de tumores do osso temporal

Cirurgia para retirada de tumores benignos ou malignos que surgem no ouvido.

Septoplastia

Cirurgia para correção de desvio de septo que cause obstrução nasal

Sinusectomia

Cirurgia dos seios da face para tratamento de sinusites e tumores. A maioria é realizada utilizando vídeo (câmera) através das narinas, sem cortes externos.

Timpanomastoidectomia

Cirurgia realizada no osso onde se localiza o ouvido e no tímpano. Mais utilizada em infecções crônicas do ouvido e colesteatoma

Timpanoplastia

Cirurgia para correção de perfuração de tímpano e de defeitos dos ossículos do ouvido em casos de perda de audição.

Tubo de ventilaçao

Colocação de tubo de ventilação, o popular carretel, no tímpano para tratamento de otite secretora e algumas retrações de tímpano.

Turbinectomia

Cirurgia para redução dos cornetos do nariz quando estes causam obstrução nasal que não melhora com medicações.

Videocirurgia de ouvido (Endoscopic Ear Surgery)

Cirurgia realizada pelo canal auditivo com o uso de câmera e endoscópio, propiciando uma visão acurada do tímpano e estruturas da orelha média. Vem sendo utilizada para a realização de timpanoplastia, estapedotomia, remoção de colesteatoma e lesões do canal auditivo.

Videocirurgia naso-sinusal (Cirurgia Endoscópica Nasal)

Cirurgia realizada através das narinas com o uso de câmera e endoscópio, dispensando as incisões externas, permitindo melhor visualização. Enquadra-se no grupo das cirurgias minimamente invasivas e tem sido utilzada para realização de septoplastia, turbinectomia, sinusectomias, polipectomias, remoção de tumores, cirurgias do saco lacrimal e correção de fístula liquórica.